Análise Sobre o Sacerdócio, Lei e Graça – Parte III

https://fateadal.files.wordpress.com/2010/09/leiegrac3a7a.png?w=287
Imagem
Estamos na Penúltima parte de nossa Análise sobre o que o Novo Testamento fala sobre Ordem Sacerdotal, Lei e Graça. Continuaremos com a carta escrita aos Gálatas.
GÁLATAS
  • 1:3~5 – Cristo, por graça, se entregou pelos nossos pecados, segundo à vontade de Deus, para nos desvincular deste mundo;
  • 1:6~9 – O Retorno a Lei é abandono da Graça. A Graça constitui o núcleo do evangelho de Cristo. O evangelho que não possui esta mensagem é outro, é maldito.
  • 2:11~16 – Não somos chamados à viver como os Judeus; Somos Justificados unicamente pela fé em Cristo, a Observância da Lei não Justifica ninguém.
  • 2:17~18 – A Fé Cristo nos torna habilitados perante ele.
  • 2;19~21 – Morremos para a LEI, vivemos para Cristo, pela FÉ. Assim não ANULAMOS a graça de DEUS. Se formos Justificados pela Lei, Cristo morreu sem necessidade alguma e seu sacrifício não salva ninguém.
  • 3:1~5 – Cristo não nos concedeu o seu Espírito pelas obras da Lei, mas pelas obras da fé.
  • 3:6~9 – Abraão foi justificado pela fé; Somos filhos de Deus e benditos por causa da Fé.
  • 3:10 – Os que permanecem preso à Lei (Antigo Pacto), estão debaixo de Maldição (Dt 27:26), pois o homem não possui condições de cumprir toda a Lei (Tg 2:10). A desobediência da Lei causa escravidão, logo, quem a transgride está sob Maldição. (A Lei é a Torá, os cinco Livros de Moisés, e não apenas o decálogo como interpretam).
  • 3:11~12 – O Justo não é justificado pela Lei, mas pela fé (A Lei não procede da Fé). Quem observa os preceitos da Lei, por eles viverá.
  • 3:13~14 – Cristo nos resgatou da Maldição quando foi pendurado no Calvário. Só pela fé recebemos o Espírito Santo, penhor de nossa salvação (Ef 1:13~14; 4:30).
  • 3:15~16 – A lei da Graça é a promessa de Deus feita a Abraão, 430 anos antes da Lei de Moisés (vv.17), em Cristo, assinada por Deus (Gn 22: 17~18).
  • 3: 17~18 – Temos a herança da fé por meio da promessa, anterior à Lei.
  • 3:19~21 – A Lei fora criada por causa da transgressão, e serviu de Tutora até a chegada de Cristo;
  • 3:22 – A Lei nos acusa como pecador. Através do conhecimento de nossa natureza, teríamos fé que só Cristo poderia nos salvar.
  • 3:23~25 – Estávamos sujeitos a Lei até a chegada de Cristo; A Fé nos Liberta da responsabilidade da Lei, nosso aio.
  • 3:26~29 – A fé, tão somente, em Cristo, nos torna filho de Deus e herdeiros da promessa de Abraão. Não depende da Lei.
  • 4:1~3 – Nossa Tutora (A Lei), até a chegada de Cristo, nos dominava.
  • 4:4~6 – Cristo nos remiu e nos adotou por filho, nos deu o seu Espírito e intimidade com Deus.
  • 4: 3,7,9~11 – Agora como filhos não precisamos nos submeter à Lei, nossa antiga tutora, onde seus rudimentos são FRACOS e POBRES diante do novo Pacto. Ao Assumirmos a Observância dos dias, estamos tornando vã a graça do Evangelho.
  • 4:19 – A Liberdade da Graça só será real em nosso viver, quando Cristo for gerado em Nós.
 Terminaremos no Próximo Artigo com a Epístola aos Colossenses
Anúncios
Esta publicação foi escrita por Gregório Júnior e publicada em setembro 13, 2010 às 6:56 pm. Está arquivada em Graça, legalismo, lei, Sacerdócio. Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: