Seis Bilhões de Universos em colisão!

Um universo já é grande coisa, com seu poder em expansão, segundo a ciência, desde que o mundo é mundo, aguarda o seu momento de retração para liberar seu poder destruidor de tudo que fora criado;

Agora imagine em seis bilhões de universos, convivendo em um planeta que não chega a ser um dos maiores do nosso insignificante sistema solar? não dá pra imaginar, conceber ou aceitar esta ideia. Apesar de soar como absurda, trata-se da mais pura realidade desatualizada, pois a cada segundo, o número de universos contido em nosso pequeno Planeta Terra aumenta incrivelmente, crescendo e multiplicando, multiplicando, multiplicando… Isso faz-nos lembrar da experiência que aprendemos no ginásio que em uma superpopulação de ratos, a incidência de violência, canibalismo e o descontrole de comportamento é tão certo quanto 1 + 1 = 2. Estamos em uma explosão demográfica desde a revolução industrial, e de lá para cá não paramos mais de crescer, crescer, crescer… e com o crescimento populacional, advém-nos os problemas comuns da falta de espaço. Estamos em colisão de ideologias, pensamentos e atitudes; o que dantes era comum ao homem, hoje passa pelo crítico crivo do escárnio e desprezo, assim como na superpopulação de ratos, o respeito pelos habitantes da pequena caixa experimental cai dia-após-dia, levando-nos a atitudes de desrespeito e desconstrução dos pilares que outrora tanto contribuíram para nossa sociedade.

obedecendo um ordem primária do criador de todas as coisas, antes e depois da obscuridade sofrida pelo homem (Gn 1: 28; 9:1,7). O interessante, é que que o homem tinha tudo nas mãos, Adão o Jardim para cuidar, sem mal, sem defeito, sem violência… de igual modo Noé, o mundo havia sido limpo dos homens maus, restara apenas Noé e seus familiares (Gn 10), porém Noé já possuía em sua genética o cromossomo de Adão, seu universo fora destruído como o do seu Antepassado, corrompido, passado aos seus filhos que geraram filhos, e assim continua a degradação da espécie humana. Chegamos a um número surpreendente: Seis bilhões de mentes incrivelmente FINITAS em seus aproximadamente 10% de uso, sufocadas numa circunferência próxima dos 40.000Km (quatrocentos mil quilometros), com suas particularidades formidáveis, natureza exuberante e lugares intocados pela superpopulação. Cada homem (ambos os gêneros – Macho (XY) e fêmea (XX) – outro desconhecemos!), possui a incumbência de zelar por este pequeno universo chamado Terra, por esta esfera pulsante regida por nossa espécie, que infelizmente a cada século que passa, agride, destrói e aniquila, espécie, paisagens e seu semelhante, como que num reflexo de seu interior destruído pela sua própria ganância e desobediência, um universo sem luz, em trevas, totalmente longe de seu foco primordial para o qual foi criado. Universos numa covarde investida contra um único e ameaçado universo azul, que em sua extinção põe em xeque não só sua existência mais de todo um sistema, que tem seu sincronismo em ameaça constante num simples apertar de um botão, que possa acionar de modo insano a explosão da metade do globo; E como num relógio uma pequena engrenagem solta pode desencadear uma QUEBRA em todo sistema, um elipse parada, pode sim ameaçar todo um sistema que compões outro sistema, que num sincronismo impecável, depende do funcionamento perfeito de qualquer peça considerada insignificante, caso contrário, será a parada de um número incalculável de massa universal, que numa brusca brecada poderá dizimar todos os demais universos. Toda esta história, que mais parece uma mirabolante obra de ficção, pode ser desencadeada a qualquer momento (por um botão), ou a curto, médio ou longo prazo devido ao nosso desprezo com respeito as leis universais que nos cercam.

Sem adentrarmos no universo sideral, que é algo inatingível a uma mente finita (há quem o coloque em uma casca de nós!), nem mergulhando para o nosso próprio universo mental (que o homem ainda não descobriu), olhamos para o tangível e vemos nesse universo comum à todos (nosso chão, nossa esfera flutuante no universo negro e infinito), a imensidão de uma obra prima, poderosa e totalmente dependente das mãos frágeis, porém hábeis do homem. Um planeta vivo, fadado a destruição, sem retorno, porém com a promessa de uma restauração futura e eterna, onde tudo que esta nele reserva-se como um tesouro guardado para o fogo (II Pe 3:7), a fim de retirar as impurezas alí existentes. Nossa Terra, nosso querido planeta não foi esquecido pela mente que criou o universo! Antes, este Deus tem o poder nas mãos, e usou o próprio destruidor da Terra (o homem) para restaura-la, pois todo o Homem que aceita Cristo como Senhor único de sua vida, reafirma a ordem de Deus dada a Adão, de Cuidar e zelar pela terra, e através de Cristo restaurando o homem pelo seu sangue derramado por muitos, ele cumprirá a promessa de estabelecer neste mundo o seu reinado, pois seu reino será para sempre!!!!

A irreversibilidade da destruição da terra é certa. Porém mais certo ainda é o poder restaurador do Nosso Deus e Pai (II Pe 3:7), que a seu tempo restaurará o universo, seja ele na mente do homem ou na Terra, pois Pela fé entendemos que Deus Criou OS MUNDOS com o poder de sua Palavra (Hb 11: 3), e por este mesmo poder (Logos – CRISTO!), tudo será como Ele determinou que seja na Eternidade – MUITO BOM.

Anúncios
Esta publicação foi escrita por Gregório Júnior e publicada em dezembro 6, 2009 às 10:45 am. Está arquivada em Devocional. Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Uma opinião sobre “Seis Bilhões de Universos em colisão!

  1. Parabéns pelo texto! João eu quero convidá-lo a participar como administrador de um blog coletivo evangélico que criei, o site do blog é http://www.blogueirosgospel.blogspot.com, se vc aceitar deixe um comentário no meu blog com o seu endereço de email para eu enviar o convite pra vc!!! Espero que aceite esse convite e faça parte desse projeto. Muito Obrigada!!!! E fico aguardando a resposta… Graça e Paz!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: